domingo, 17 de fevereiro de 2013

A Leitura


A leitura, 1924
Fernand Léger ( França, 1881-1955)



Num cemitério de ideias

jaz o silêncio

das palavras

que enfeitam

campas de livros.


No túmulo onde da terra

brotam versos

enviados por anónimos

surgiu o teu:

Poesia!

(Heroína da minha alma ressuscitada)

JFV