sábado, 23 de fevereiro de 2013

LABIRINTO DE TORMENTOS



Entwined by Graham Mattheus

Não, não sabia que amar
È um labirinto de tormentos,
Uma armadilha montada
Aos corações não atentos.
São descritos em poemas tristes
Amantes de todos os tempos.

Romeu e Julieta,
Pedro e Inês,
Tristão e Isolda.

Que dizer de Mariana que teceu
Cartas que palpitam de sofrimento,
E do seu cavaleiro francês?

Clandestinos amores como exemplo!

Não, não sabia que amar
É uma inóspita ilha,
De areias movediças
Onde o sol nunca brilha.
Ah, como invejo felizes finais
Que iluminam amores sem guerrilha.

Branca de Neve,
Cinderela,
A Bela e o Monstro.

E outros contos de magia
Que nunca erraram a nossa memória,
Nem nos livros nem na tela.

Heróis que ficam sempre bem na história!

Encontros e desencontros,
Realidade e ficção.
Feliz,
Infeliz…
Amar é o choro e a alegria
Em comunhão!

JFV